Se liga! Informativo Onda Jovem

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Que Venha 2012!!!!


Estamos a poucos dias do término de 2011, e este com certeza foi um ano que ficará na história pra os habitantes da terra da Laranja....Opsss....Ex !!!
O findar de 2011 deixa um certo descontentamento no campo da política local, pois apesar de pontos positivos em seu decorrer, terminamos essa etapa com dúvidas que certamente perdurarão por anos afora, seja quais forem os resultados dos processos pelos quais passam nossa excelência a “administração pública”.
Sim Nossa, é nossa administração e não apenas daqueles que estão no poder. Nós como cidadãos, eleitores, pagadores de impostos, temos o dever de ficar atentos aos processos que culminam nas decisões de crescimento de nossa cidade.
Não é apenas dever, mas obrigação de cada cidadão fiscalizar dia após dia tudo que acontece no âmbito político de nosso município. Somos limeirenses todos os dias e não apenas nas situações de calamidades.
Nesse início de 2012, vale lembrar que estamos entrando em ano eleitoral e muitos só se darão conta disso quando começarem as tão disputadas campanhas nas ruas,pois bem. Não se constroem ideais em 3 meses!
Que os fatos tristes que acometeram nossa cidade nesse final de 2011 sirvam de lição para nossos eleitores, não se trata de julgar pessoas, mas de avaliar condutas, buscar referências, e acima de tudo estar atentos aos atos de cada pessoa que elegemos para representar nossos anseios e não suas ambições pessoais.
O verdadeiro crescimento político-pessoal se dá medida que o ser público se minimiza em favor da causa do outro. Se a intenção não for essa, não há motivos pra seguir na luta.


Vivian Smanioto

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Daqui a pouco, dará vergonha ser Honesto!

Crise Política em Limeira

O que não falta na atual crise são evidências sobre compras de imóveis e bens com dinheiro escuso. O prefeito alega que não tem nada a ver com as falcatruas de sua família, mas perguntar não ofende: de onde vem tão facilmente este dinheiro não declarado à Receita Federal?

Dinheiro dá em grama?

Eu e todos os outros limeirenses sabemos: Dinheiro não dá em árvore, talvez nasça com a grama em alguma empresa. Como é possível uma empresa já nascer com R$8 milhões de receitas através de licitações públicas, se a empresa não possuía histórico para comprovar capacidade técnica? Como que ela foi escolhida?

Compra de imóveis abaixo do valor e com renda insuficiente

Há evidências de que a família comprou imóvel por R$3,9 milhões, mas só declarou o valor de R$1,2 milhões. Mas para comprar isso, os membros da família gatuna não tiveram renda suficiente no ano, pelo que foi declarado legalmente, e pagaram a vista! Não fez financiamento na CAIXA, e sim, pagou em bufunfa, dinheiro vivo ...

Ridícula Carta Paga como explicação

Qual foi a forma que o prefeito fez para explicar a situação de sua família? Chamou a imprensa para entrevista? NÃO! Comprou espaço publicitário nas primeiras páginas dos Jornais e usou das piores técnicas para se esquivar das denúncias: perseguição, maldade, inveja e etc... mas não explicou a origem “escondida” da renda de sua família. E pior, atacou a imprensa que não deu espaço!

Conseguiu reverter na (IN)Justiça seu afastamento

Conseguiu através da apelação em segunda instância seu retorno à prefeitura e começou a utilizar a máquina pública para criar uma atmosfera pública, onde tudo está ocorrendo nas mil maravilhas e que os invejosos que o acusam não aceitam que ele trabalhe! Mas isso pode ser explicado...

Governo Municipal não é apenas o candidato eleito

O município de Limeira possui mais de R$600 milhões no Orçamento e milhares de funcionários que trabalham honestamente. Se a cidade está funcionando é porque a grande maioria dos funcionários da Prefeitura são homens e mulheres honestos e que, portanto continuam fazendo seu trabalho. E recurso orçamentário há para executar as tarefas. O que está em jogo é o destino que parte deste recurso pode não estar sendo devidamente investido por meia dúzia de malandros corruptos.

De Olho na Comissão Processante para que trabalhe!

Já existem vereadores da situação dizendo-se vítimas da pressão popular e tentando minar o trabalho da Comissão Processante, e há vereador membro da CP desfilando com o prefeito pela cidade. Se a população não fizer a sua parte, não veremos a Justiça ser feita! E poderemos ter vergonha de dizer que somos honestos, pois deixamos a impunidade acontecer.
Como diz a frase:

“O que assusta não é o grito dos corruptos, mas o silêncio dos justos!” 


População limeirense: Reflita isso!


quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Desabafo



Resposta ao prefeito afastado.



Senhor prefeito afastado, vossa excelência devia permanecer no seu ramo e ficar muda!


De nada adianta essa verborragia postada em seu blog e nos jornais,e fazer aquilo que você alega ter sido cometido contra você, ou seja, acusações sem provas!


Você disse que aprendeu muito com seus filhos nesse episódio, estou vendo que aprendeu mesmo! Da mesma forma que eles, você acusa o MST de estar por trás das agressões e humilhações que vocês sofreram. E isso, sem provas!

Humilhação foi o que você fez cortando o fornecimento de água às famílias assentadas no Elisabete Teixeira. Nessa hora o senhor esqueceu-se da bíblia?


A população não é burra, meu caro! Com todo esse episódio ela entendeu que você e sua família devem ser investigados, sem condenação prévia e com amplo direito de defesa.


Quanto à questão da bíblia que o senhor alega não ter podido entrar, assim como as roupas de dormir, o senhor esqueceu-se do dos colchões e marmitex que foram entregues aos seus asseclas? Aliás, só assim para a casa de custódia receber uma atenção do governo municipal, não é mesmo?


E não venha falar em golpe, senhor prefeito afastado. Golpe foi o que ocorreu em toda CPI que foi realizada no seu governo, sendo o Legislativo um braço do Executivo. Na noite do dia 28 de novembro, foi feita a vontade popular, a mesma que o conduziu ao Edifício Prada.

Se algum vereador foi ameaçado, o correto seria você identificá-lo, assim como os possíveis agressores para que a justiça seja feita, e não ficar jogando palavras ao vento. É só isso que a população quer: Justiça!
No momento, senhor, concentre-se na sua defesa judicial. Se o senhor conseguir explicar-se, ótimo! Se não, a população se mobilizará novamente e com certeza conseguiremos extirpar políticos de baixa jaez do meio limeirense!



PS: Postei aqui devido à impossibilidade de responder no blog do prefeito, que numa atitude antidemocrática, não permite comentários. A minha condição financeira também não permite que eu responda pagando capa de jornal, eu não planto mudas.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Uma Nova Página na Nossa História


Uma Nova Página na Nossa História

Segunda feira,28 de novembro de 2011, e a Câmara Municipal de Limeira parecia receber uma celebridade, pessoas alvoroçadas e ansiosas ao mesmo tempo, plenário lotado, foi simplesmente emocionante ver o povo com um grito que saía do coração e clamava por justiça.

Como eu disse, parecia que a população esperava por uma celebridade, e assim se fazia, estávamos todos a espera da Senhora Democracia, que se faria presente durante a sessão que culminou com a abertura de uma Comissão Processante contra o prefeito Silvio Félix, além de seu afastamento por um prazo de 90 dias, ambos com votos unânimes da casa.

O fato de estarmos ali cobrando uma postura firme dos membros do legislativo, não condena o Prefeito, pois terá meios legais pra provar que as denúncias sobre ele e sua família não procedem.Contudo havia um clamor popular para que esta situação fosse resolvida da melhor maneira, e a abertura da CP juntamente com o afastamento do prefeito foi a uma forma plausível para esclarecimento do caso.

Há ainda um longo caminho pela frente, uma vez que, com o mesmo fervor com que a população acompanhou a sessão neste dia histórico, esta também deve continuar seu papel de cobrança sobre nossos políticos em todo processo que se seguirá, é preciso que haja uma força permanente alinhada com justiça e democracia, forças essas capazes de mudar os rumos de uma história.

A cidade mostrou sua força ao dar seu grito de justiça que soou forte dentro do plenário nesta noite que foi com certeza uma das mais emocionantes da história dessa casa de leis.

Vivian Smanioto

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Queima Simbólica dos Corruptos de Limeira.

Video feito no final da caminhada simbólica contra a corrupção em Limeira, realizado na quinta-feira, dia 24 de novembro. Manifestantes queimaram em frente à Prefeitura Municipal de Limeira 2 bonecos simbolizando o prefeito Silvio Félix e a primeira-dama Constância Félix, ambos do PDT.





Manifestação Anti Corrupção em Limeira.


Depois de todas as manchetes onde Limeira posou como foco de corrupção, cidadãos inconformados com os rumos políticos fizeram uma manifestação pacífica e uma caminhada simbólica saindo Parque da Cidade até a Prefeitura Municipal de Limeira, nesta quinta-feira.

Ontem, pela manhã, 12 mandados de prisão foram decretados pelo Judiciário de Limeira e todas as prisões foram feitas pelo GAECO que contou com o apoio de 15 viaturas e 80 policiais militares da ROTA, de São Paulo. Entre as prisões, a esposa e os filhos do prefeito, bem como 2 cunhadas, assessor político, contador, funcionários e laranjas. Eles são acusados de fazerem parte de uma quadrilha que enriqueceram ilicitamente, chegando ao montante de R$ 21 milhões, podendo ser maior, considerando que parte dos imóveis foram avaliados pelo valor venal e não de mercado. São mais de 25 imóveis considerados no processo.

A manifestação iniciou-se por volta da 19 horas no vão central do Museu da Joia onde os presentes puderam compartilhar sua desaprovação ao momento político que Limeira está vivendo. Várias lideranças partidárias locais estavam presente, bem como teve a participação dos vereadores Ronei Martins (PT), Mario Botion (PMDB) e Paulo Hadich (PSB).

Depois iniciou-se a marcha simbólica até a Prefeitura pedindo Justiça, resolução das investigações, punição aos envolvidos, Cassação do Prefeito Silvio Félix e renovação política de Limeira.

Vários momentos marcaram a caminhada, como as músicas e gritos de guerra, o silêncio respeitoso quando o grupo passou em frente Velório Municipal, a manifestação espontânea das pessoas nas ruas buzinando seus carros, gritando apoio, bradando conjuntamente os gritos de guerra e cantando o Hino Nacional Brasileiro.

A manifestação encerrou-se defronte à Prefeitura Municipal com a queima simbólica de dois bonecos representando o prefeito municipal, Silvio Félix e a primeira-dama Constância Félix, ambos do PDT de Limeira.

Ficou acertado pelos manifestantes presentes o trabalho de conscientização da população de Limeira, para estarem presente na próxima sessão da Câmara de Limeira, para fazer pressão junto aos vereadores para que instaurem uma Comissão Processante (CP) e não uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). A grande diferença entre ambos é que a Comissão Processante pode afastar o prefeito de suas funções para facilitar o processo de investigação, bem como a intimação do prefeito para que preste esclarecimento acerca das denúncias.

Pede-se que a população de Limeira vá até a Câmara de Limeira, na próxima segunda-feira, dia 28 de novembro, vestindo preto e com o rosto pintado. Convida-se também que as pessoas vão com o rosto pintado de verde (simbolizando a cor da grama vendida pelas empresas do prefeito) e com vassouras, como símbolo de limpeza da corrupção em Limeira.
 

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

2ª Conferência Estadual de Juventude de SP


A Conferência Estadual de Juventude de São Paulo realizada nesse último final de semana (04, 05 e 06 de novembro) no Guarujá, teve como meta central questionar “Políticas Públicas”. Antes da fase estadual, cada delegado passou pelo processo de conferência municipal realizada em suas respectivas cidades, depois regional, estadual, e logo após vem à etapa nacional. Mas, o que são políticas públicas, e para que servem?

São ações desencadeadas pelo Estado, nas escalas federais, estaduais e municipais, que visa proporcionar o bem coletivo. É um espaço de debate, onde podem ser desenvolvidas propostas que busquem maior integração dentro da sociedade, analisando diferentes gestões que identifiquem oportunidades, prioridades, bem social e direitos. Principais questões de interesse ao jovem foram levantadas, discutidas e votadas, organizadas em 21 temas diferentes, entre eles cultura, educação, saúde, participação, etc., subdivididos em grupos de trabalho. No primeiro dia, 04, aconteceram os credenciamentos de delegados e a abertura oficial da Conferência. Já no dia 05, houve mais credenciamentos, e início dos grupos de trabalho. Após o fechamento dos grupos, foram feitas plenárias de eixo, para ampliar a discussão a cerca de tais temas. No mesmo dia, teve atividade cultural com bandas musicais e Rap. Já último dia, 06, ocorreu a plenária final, onde foram aprovadas as emendas e eleição de delegados para a última fase. Limeira conseguiu eleger 6 dos 18 delegados para a Etapa Nacional, são eles: Fernanda Moreira (Juventude PDT), Thiago Alexandre Morais (REJUMA), Bruna Monteiro Araujo Lopes (JPT), Ronyere Odilon (PJ), Allison (Tauba - PSOL) e Kleiton Bezerra da Silva (REJUMA).

A participação dos jovens na política é extremamente importante, fiscalizando e cobrando, pois a juventude precisa também ter uma atenção especial do Estado, e para isso, o jovem deve mostrar sua voz ao reinvidicar direitos. Nessa conferência da fase estadual, houve também desorganizações da COE e do Governo do Estado de São Paulo, em relação à alimentação precária que nos foi fornecida, os alojamentos distantes em lugares de estado lamentável praticamente desumano, e muitos dos horários que extrapolaram o que nos prejudicou nas discussões que poderiam ter sido feitas, pois o evento seria bastante propício para ampliar o debate dos temas, o que não nos foi possível. Agora, nos resta a última etapa, que será feita em dezembro, onde levaremos as propostas mais votadas, para possivelmente serem transformadas em lei nacional. Avante juventude!


Assista ao clipe da conferência no YouTube clicando AQUI.

domingo, 30 de outubro de 2011

Por uma nova Líbia.




Os rebeldes da Líbia, em boa parte cidadãos comuns, conseguiram mostrar aos governos ditatoriais do mundo que é possível vencer uma guerra contra um exército regular. O efeito político da morte de Kadafi, em 20 de outubro, é colossal, não chegou a uma semana da morte de Kadafi e seu filho, e o ditador do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, resolveu abdicar do governo, após 32 anos no poder, talvez pelo temor de acontecer com ele o mesmo que ocorreu com o ex-ditador da Líbia.

O novo governo da Líbia não terá todas as estruturas da democracia ocidental, talvez tenha o mínimo, ou seja, tenha sua forma de governo pautada por uma República Islâmica com participação do povo, que por meio do voto, escolheria seus parlamentares ou presidente. Se for isso, é pouco, tendo como dado à miríade de mortos que ocasionou a guerra civil iniciada em fevereiro deste ano.

Para os governos europeus não importará muito o modelo de governo que será adotado na Líbia, e sim, se os contratos efetivados para distribuição de petróleo e gás serão mantidos. Era evidente às relações políticas e econômicas que Itália, França entre outros países mantinham com o ex-ditador Líbio. Tudo em nome do petróleo barato e acessível deste país do norte da África para os países ricos e “civilizados” da Europa.

Após a morte de Kadafi, relatos de execução em massa de seus seguidores são veiculados em vários meios de comunicação. Assim, a nova Líbia já nasce com um problema, quem julgará esses crimes e como as armas serão recolhidas desses ex-guerrilheiros? Há também uma probabilidade que ao mudar radicalmente sua forma de governo, os líbios, para se manterem como um país estável, não poderão mudar seu eixo econômico, de ser apenas um fornecedor de combustível para os europeus.

 
 
Israel Gonçalves
Cientista Político e professor de História.
Blog: http://realpoliticabrasileira.blogspot.com/
Siga-me no twitter: @isra_na_polis

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Do medo à esperança, depende de nós!!


Às vezes me questiono sobre o que realmente vale a pena na vida, afinal temos aqui uma passagem tão rápida que quando menos percebemos lá se foram os anos de efervescência que nos permitem lutas e grandes conquistas.

Parece um tanto utópico questionar a validade de nossos atos em virtude do bem, nos deparamos a cada dia com uma sociedade desprendida de sentimentos onde prevalece a ganância e uma ânsia desmedidas pelo poder.Tenho medo! Medo de estar diante de uma realidade sem volta.

Contudo ainda me agarro na esperança que vejo nos olhos de cada cidadão que vai atrás daquilo que precisa utilizando-se de meios dos quais muitas vezes nós mesmos desacreditamos, o poder público.

São inúmeras as pessoas que buscam soluções para seus problemas através dos órgãos do poder público, o legislativo, por exemplo, é chamado de a casa do povo e trabalha como tal, embora ainda haja falhas e retrocessos em diversas questões, aquela casa está aberta e acomoda quantas pessoas forem necessárias á medida que se dispõem a atender o público e seus anseios.

O poder legislativo tem como sua principal função criar leis e fiscalizar o executivo, a função de legislar, no entanto, permite que o seu vereador seja um facilitador entre a população e seus anseios mais urgentes, basta que haja coerência e legalidade nos pedidos levados a casa.

É de extrema importância que cada cidadão se atenha às propostas de seu candidato, visto que, este estará lá por 4 anos para ser nosso representante na casa de leis. E é nessa hora que o medo ao que me referi no início, dá lugar a esperança.

A cada nova etapa temos a chance de mudar o que está aí, e mudar para melhor, o voto é para cada um de nós uma pequena semente, cada um possui apenas um grão,porém todas juntas podem gerar uma enorme e frutífera plantação.

Vivian Smanioto

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Fale, mas eu não te escuto!


Sinônimo de povo para políticos: peças decorativas!

Os conselhos como a voz do cidadão
Uma das formas que comprovam se um Estado é democrático de verdade, é verificar se existem mecanismos para ouvir os anseios e demandas da população.

Canais sociais ajudam, mas não é a mesma coisa!
A própria sociedade tenta auxiliar neste processo, através de programas populares de rádio, onde o povo pode falar; através de espaço para o cidadão denunciar aspectos ruins na cidade em jornais; e também da atuação da sociedade civil organizada como ONG’s, grupos pastorais de igrejas e associações de bairros e de classe.

Mas o que adianta falar se o Poder Público não quer ouvir?
O Poder Público deve criar mecanismos e espaços oficiais para que o povo fale oficialmente. O melhor caminho é a criação de Conselhos Municipais onde as pessoas interessadas no assunto podem discutir Políticas Públicas específicas

Há vários Conselhos em Limeira!
Em Limeira há vários conselhos municipais, onde podem ser citados: Juventude, Meio Ambiente, Saúde, Segurança Alimentar, Assistência Social, Segurança, Educação, Transporte, Pessoa Idosa, Portador de Deficiência, Criança e Adolescentes, entre outros. Eles podem ser Consultivos, onde os membros somente são ouvidos pela Prefeitura; ou podem ser deliberativos, onde os membros decidem efetivamente as ações a serem tomadas. A menos que a legislação federal não obrigue para liberar recursos, os Conselhos em Limeira são consultivos. Mas a maioria sofre de problemas como pouca participação, burocratizado, sem infraestrutura para funcionamento e descaso do Poder Público.

Caso do Conselho da Cultura!
Recentemente, houve uma polêmica sobre a votação para aprovação do Conselho de Cultura com o caráter consultivo. Legislação Nacional pede que o conselho seja deliberativo para o município ter acesso aos recursos para Cultura. Mesmo assim, o Executivo Municipal preferiu enviar um projeto onde os membros não tenham direito de decidir, mesmo sendo os mais capacitados para isso.

Samambaias da Democracia!
Para muitos homens públicos, a população é como uma samambaia: SÓ SERVE PARA DECORAR O ESPAÇO! Por que o povo não pode ser ouvido? Será que quando as pessoas têm vozes, fica mais complicado fazer prevalecer os próprios interesses? Saber ouvir demonstra a necessidade de desenvolver a capacidade de explicar as prioridades assumidas.

2012 está aí
E aí, há quem interessa administrar uma cidade onde o povo não é ouvido?
Com a palavra, os eleitores                                                                                                                       

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

CONTRA A VIOLÊNCIA INFANTIL



ONDA JOVEM SE MANIFESTA CONTRA A VIOLÊNCIA INFANTIL

Faça parte da manifestação na web colocando uma imagem que remeta a infância e apoie essa causa

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Nova Política


Certa vez ouvi um cidadão dizer que não havia a nova política, nem novos políticos e que tudo era balela com discursos vazios.

Não concordei, porém não argumentei, resolvi pensar na situação e fui além, passei a observar ao meu redor alguns que se diziam parte de uma nova política, aquela revolucionária, não pelas farras, mas pelos ideais, pela postura de liderança nata, que é bem diferente de líderes empossados por tradições familiares.

Lideranças natas não precisam impor presença, elas se dão naturalmente pela necessidade que sentimentos de ter ao nosso redor pessoas que tragam dentro de si um espírito de mudança alinhada com posições firmes perante seus atos.

A partir dessa concepção de liderança, descobri que há sim nova política e novos políticos.

Eles estão aí, dispostos a lutar para que seus sonhos sejam reais.São lideranças dos mais diversos segmentos que buscam através de uma nova forma de ver e trabalhar a política um caminho para as mudanças. Mudanças essas que muitos desejam, porém poucos se atrevem a buscar.

Pude perceber que alguns tentam se impor e mostrar trabalho, mas apenas uma pequena parcela consegue de fato compor um grupo que compreenda atitude, vontade, e capacidade de mudança.

As velhas raposas estão atentas a esses novos líderes que surgem e por inúmeras vezes tentam aniquilar os postulantes a esse disputado espaço de poder.

Poder esse que precisa estar nas mãos corretas, visto que não é difícil nos depararmos com pseudolíderes, aqueles que estão sempre a mercê de uma voz e não são capazes de se definirem sozinhos, estes, certamente se perdem por esse caminho, onde somente grandes e verdadeiras lideranças permanecem com sucesso.


Vivian Smanioto

segunda-feira, 3 de outubro de 2011





O novo sistema político.

É de extrema importância a participação dos movimentos populares no debate da reforma política que se faz necessário e urgente. Não vejo tanta vontade dos partidos que se dizem dispostos a aprovar um modelo de reforma que combata a corrupção, eleve o debate político e diminua o predomínio do poder econômico para fortalecer a participação efetiva dos cidadãos.

Foram apresentados inúmeros anteprojetos e propostas por vários deputados e senadores; o Partido dos Trabalhares defende o financiamento público de campanhas e o sistema proporcional misto de lista partidária, com dois votos, um no partido e outro no candidato. O poder econômico deve perder força e influência com a adoção do financiamento público, com o atual sistema é muito fácil perceber a disparidade nas campanhas.

Muito interessante também é a mudança na forma de votação para o Legislativo, o eleitor votará inicialmente em um candidato de sua escolha e o segundo voto é dado ao partido de sua preferência. Ocorrerá o fomento da discussão em torno dos planos de governo que os partidos apresentam à sociedade.

Isso transfere aos partidos uma enorme importância no sistema político gerando uma incerteza e levanta a possibilidade de escolherem os nomes da lista ao arrepio dos militantes. O TSE deve estabelecer critérios à formação da lista garantindo a proporcionalidade nas legendas e garantir voz decisiva a militância. A mais significante alteração poderá ocorrer nas coligações proporcionais que ao longo do tempo foram colocadas em xeque, é muito comum ouvirmos falar de partidos de aluguel, são os chamados ‘nanicos’ que se colocam no jogo simplesmente para acrescentar alguns segundos nas inserções partidárias, e acreditem, esses poucos segundos valem muito dinheiro.

Outras propostas direcionam o debate em torno de proposições que atendem aos interesses de quem não está disposto a mudar o atual o sistema falido se beneficiar politicamente no futuro.

Portanto é chegada a hora de nos unir para fortelecer o debate da reforma politica, a montanha vai parir um rato, eu como jovem e politizado defendo a aprovação de uma reforma complexa e detalhada e que  antes de ser colocada em pratica passe pelo crivo dos brasileiros através de um plebiscito.

"Sou altamente consciente e confiante. Eu acredito no meu povo brasileiro" (Sandra de Sá)

Mudanças já..!

Pablo Biazotto

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Direito do Ser Humano





O termo Direitos Humanos requer uma atenção especial de equipes de marketing para desconstruir um estigma onde este foi taxado como praticamente Direitos Alienígenas, onde grande parte da população o entende como privação de liberdade em detrimento de benesses a parcelas de cidadãos culposos e não merecedores. Porem o conceito de Direitos Humanos deve urgentemente ser reiniciado a partir da visão generalista e como sendo pertencente a todos em formas diferentes baseado no Estado de Bem Estar Social exercido de forma desigual aos desiguais e igual aos iguais. 
O Estado necessita agir como um catalisador para acelerar a equiparação dos direitos ao progresso e liberdade de vida em nossa sociedade, uma vez que o início da vida de cada cidadão brasileiro não se inicia no mesmo ponto de vulnerabilidade.
Somos uma sociedade que carregar em si, marcado em nossa alma o sectarismo provindo do principio servil, escravocrata, é comum a muitos brasileiros entender como “normal” e de pouco valor serviços básicos, como se fosse obrigação. O conceito de Mais Valia deve ser considerado a fim de não permitir a contaminação dos valores do ser humano em si, não podemos precificar as pessoas baseados em suas escolhas e condições nas quais iniciaram suas vidas.
Direitos Humanos são os NOSSOS direitos, direito à vida, segurança, justiça, liberdade e igualdade, políticos, econômicos, direito à educação, saúde e bem-estar, culturais e ambientais.
O grande obstáculo a superarmos é quebrar a noção de que ao privarmos vantagens para redistribuir condições não prejudicará o Bem Estar conquistado por classes mais favorecidas, uma vez que devemos reconhecer um mínimo de condições. Somos um País com muitos excedentes, um País rico em recursos, espaços e principalmente, rico étnico-culturalmente.
Mecanismos para reajustar os Direitos Humanos são como remédios, e, portanto de início possuem sensações desagradáveis mais que trarão soluções saudáveis. Devemos administrar tais mecanismos em conjunto, com fóruns de avaliação e monitoramento, pois todas essas ferramentas aplicadas pelo Estado são suscetíveis a falhas, mas sujeitas a reajustes, e é no entender de justo que deveremos traçar nosso futuro, do contrario todos serão cárceres fruto do não entendimento de que a liberdade de um termina ao começar a de outro.
Para encerrar segue um samba, música genuína do povo brasileiro, com dizeres mais do que oportunos nessa reflexão:
Quero ter a minha terra, ô ô ô
Meu pedacinho de chão, meu quinhão
Isso nunca foi segredo 
Quem é pobre tá com fome
Quem é rico tá com medo (bis)

Vou dizer...
Quem tem muito, quer ter mais
Tanto faz se estragar
Joga no lixo, tem bugica p'ra catar
Senhor, despertai a consciência
É preciso igualdade
O ser humano tem que ter dignidade
Morte em vida, triste sina
Pra gente chega de viver a Severina
Junte um sorriso meu, um abraço teu
Vamos temperar
Uma porção de fé, sei que vai dar pé
Não vai desandar
Amasse o que é ruim, e a massa enfim
Vai se libertar
Sirva um prato cheio de amor
Pro Brasil se alimentar
Samba: Império Serrano - 1996

terça-feira, 13 de setembro de 2011

E lá se vão 185 anos...


“Chão bendito de berços gloriosos, tua origem uma linda Limeira,fundada por labores ditososs cidade tão bela e faceira”

Como está esse Chão Bendito que citamos na letra que compõem o Hino da nossa cidade?

Lá se vão 185 anos desde a fundação desta cidade pela qual tenho um amor sem comparação, afinal é aqui que nasci e vivo. Como cidadã Limeirense sinto orgulho em ver como a nossa cidade está crescente e pujante em vários sentidos.

É importante termos um olhar de positivismo, e notar que a cada dia o cidadão se mostra mais preocupada com seu ambiente,vejo ao meu redor demonstrações que permitem dizer isso,pois eu, assim como meus pares temos um comprometimento incessante na busca pelo copo cheio.

Cheio???....Sim, cheio,pois não podemos deixar de admitir que temos sim inúmeros problemas, e esses são tantos que podem nos esmorecer diante das adversidades a que somos submetidos todos os dias. E aí chega-se ao ponto de ver um copo sempre meio vazio,esquecemos de nos ater a parte completa e miramos nossos olhos ao que falta.

Não que isso não seja importante,é, e muito,pelo simples fato de nos sentirmos obrigados a lutar pela conquista do copo cheio,pois pela metade sempre teremos o dilema: Conquistamos uma parte, ou não conseguimos a outra metade??



Vivian Smanioto

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Ai....o ser humano!!


Deus em sua magnitude criou o homem e a mulher e assim fez-se a humanidade, os homens por sua vez criaram as diferenças e juntamente com elas vieram às atrocidades. Enquanto Deus se prontificava a dar plena liberdade a sua obra, a humanidade, muitos entenderam errado esse recado e aí começa a confusão.

A obra divina é perfeita, linda aos olhos de quem enxerga a vida como ela deve ser, um jardim, às vezes seco, ás vezes florido e muitas vezes até pisoteado. Neste mesmo jardim encontram-se flores e espinhos, mas estes são tão insignificantes que ficam imperceptíveis aos olhos daqueles que prestam atenção na beleza das flores.

É claro que os espinhos ao longo da vida do jardim, causam alguns efeitos, porém ele deve ser encarado apenas como um alerta, afinal se você coloca sua mão sobre ele, logo percebe sua finalidade, que por sinal não é boa.

Visto dessa maneira, creio que a humanidade se divide em flores e espinhos dos mais variados.

As diferenças as quais me referi no início é inerente do ser humano, somos todos iguais, diz a constituição e as leis de Deus, no entanto, cada qual com suas características próprias, constituindo-se aí esse mundo no qual permanecemos por um pequeno espaço de tempo, se levarmos em conta a eternidade.

Então me pergunto, se somos todos iguais e essencialmente diferentes, o que leva uma pessoa a tratar o outro como um ser anormal, uma concepção antagônica a obra divina???? Será que somos assim tão pequenos que não conseguimos enxergar que o ser humano apenas por existir já e merecedor de nossa respeitabilidade??

Gostaria de me referir aqui a vários eixos que compõem essa repudia pelo que não se assemelha ao que consideramos correto, porém ficaria escrevendo dias a fio, e ainda assim não chegaria a uma conclusão.

Sendo assim, vou me referir ao contexto da homoafetividade e sem me prolongar, gostaria de deixar clara minha posição sobre algumas questões que alguns setores da mídia destaca.

É reconhecido que a sociedade se forma por homens e mulheres, visto dessa maneira, fica intrínseco que o homossexual já está apartado de nosso convívio, certo?

Aí se encontra uma diferença social à qual devemos prestar atenção para não incorrermos no risco de ser hipócritas e dizer que o preconceito já não existe. Ele existe sim e muitas vezes está presente das formas mais escancaradas e vergonhosas a um ser humano.

Como é fácil ao ter o poder de voz nas mãos tecer elogios ou críticas a quem quer que seja, e depois argumentar que tem direito a defender sua opinião.

Realmente acho que nós enquanto seres livres temos o direito de reproduzir nossos pensamentos, mas isso não nos dá o direito de ofender aqueles aos quais consideramos diferentes,lembrando que ser diferente, não significa ser anormal.

Ainda temos muito o que aprender em relação ao convívio com o ser humano, a obra de Deus é a mais perfeita sobre a terra, e deveríamos amar o que nos é oferecido de graça, e ao contrário disso buscamos argumentos e defeitos para defender opiniões indefensáveis. Temos que mostrar forças e lutar para que as diferenças sejam apenas uma condição do ser e não sua condenação!!!


Vivian Smanioto

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Arte do me engana que eu gosto!



Todo ano pré-eleitoral é a mesma coisa
Setembro está chegando, e com ele um milagre vem “a cavalo”. Teremos meses de fabulosas inaugurações e em pouco tempo, Limeira estará como se fosse uma cidade europeia!

Sempre é assim!
Todo governante freia os gastos durante o período entre uma eleição e outra deixando um monte de obra à passo de tartaruga e nessa época, elas são turbinadas.

Exemplos
Temos vários exemplos atuais: o Museu na região Central, o Terminal Urbano de Ônibus, o trecho do Anel Viário entre o “Sesão” e a rotatória da Avenida Laranjeiras, o novo Parque da Vila Camargo e por aí vai. Agora essas obras serão concluídas.

Maquiagem
Se não forem concluídas, pelo menos passarão por uma maquiagem para mostrar que está uma beleza. Quem não se lembra da maquiada que fizeram no Terminal Urbano na época da eleição para deputado estadual, cuja candidata era do “sangue” do Governo? Agora vão maquiar o aeroporto mostrando que a obra está a todo vapor (desde 2002!!!) pois iniciarão a pavimentação depois de anos terraplanando.

Isso não é característica de apenas um candidato
Isso é quase que um modus operandi dos políticos. Sempre impressionar no último minuto para mostrar que é a melhor salvação para os pobres cidadãos dessa área. Em 2003, a Prefeitura trabalhou meio-expediente para guardar recursos para turbinar a cidade em 2004, que coincidentemente, era ano eleitoral!

O pior é que muitas vezes isso funciona!
Os políticos não utilizariam deste expediente se o eleitor estivesse atento a essa sacanagem e respondesse com um retumbante NÃO na eleição. Mas, nós eleitores, acreditamos e votamos afinal, “a cidade está uma belezura!”

Quando será que cresceremos politicamente?
O que precisamos fazer, enquanto sociedade civil organizada, para acabar com esse vício político? Será que há algum remédio que combata amnésia? Afinal, isso perpetua o processo de curral eleitoral. Como escrito na última coluna, a Educação é a panaceia, pois somente com povo mais educado e consciente isso não será visto como salvação, mas como perdição.

Como deve ser?
O bom trabalho deve ser cotidiano, pouco importando se estamos no dia 1 de janeiro do primeiro ano, ou no dia 31 de dezembro do último ano. Como boa ação republicana, se cada político agir bem durante o seu mandato, a coletividade ganha e todos são lembrados como heróis nacionais. Mas isso é quase que uma utopia.

2012 está aí
A próxima campanha está aí e esse esquema será de novo posto em prática. Você cairá novamente na armadilha ou conseguirá emancipar-se deste destino?

Com a palavra, os eleitores?